“FARRA FÁCIL” – COM QUASE R$1 BILHÃO IDENTIFICAÇÃO DO ES SERIA MELHOR DO MUNDO


 

É muita grana… A execução de mais três unidades do “Faça Fácil” por meio de PPP (Parceria Público-Privada) totalizando 833.150.000,00 (em VPL) – oitocentos e trinta e três milhões e cento e cinquenta mil reais, na parte que cabe aos serviços do Departamento de Identificação, que é um dos mais requisitados, daria para transformar a identificação dos capixabas em uma das melhores do mundo.

 

“Valor Presente Líquido também é conhecido como Valor Atual Líquido, siglas VPL, VAL ou NPV (Net Present Value) – Quanto maior o VPL, mais lucrativo será o projeto ou novo negócio. O VPL indica qual o lucro em R$ (ou dólares, …) que o projeto ou novo negócio trará”.

 

Não é à toa que virou uma verdadeira mina de dinheiro, utilizando-se dos serviços públicos por meio de empresas estranhas aos capixabas, das quais nem setores da própria polícia tem conseguido obter dados quando os requisita, causando verdadeiro furor quando se delibera realizar algum tipo de movimento classista naqueles locais. Desta última vez, até um desconhecido chefe de São Paulo estava presente quando as Entidades Unidas vistoriavam a unidade de identificação do “Faça Fácil”.

 

As Entidades Unidas dos Policiais Civis têm ido a fundo para desvendar essa “caixa preta” cujos investimentos somente este ano serão da ordem de 260.00,00 (duzentos e sessenta milhões) para manutenção. E quem está pagando essas quantias surreais? Os cofres públicos? O povo? Exatamente.

 

E a modernização dos serviços que apregoam não passa de meia dúzia de máquinas (obsoletas) para levantamento biométrico, absolutamente distante dos padrões exigidos pela técnica para operacionalizar um sistema no estado inteiro. O Governo de Goiás acaba de aplicar 37.000.000,00 (trinta e sete milhões) para modernizar de fato a identificação do povo goianense, construindo um sistema de ponta de coloca os terminais da identificação do “Faça Fácil” absolutamente no chinelo (confira aqui).

 

Realmente, melhor seria trocar o nome para “Mina Fácil” ou “Farra Fácil”, tamanha a disparidade do que se aplica em relação aos lucros estratosféricos auferidos. É dinheiro que não acaba mais… E TUDO SEM CONFRONTO DAS IMPRESSÕES DIGITAIS, CAUSANDO TODO TIPO DE FRAUDE E FALSIFICAÇÃO…

 

 

Entidades Unidas!  

Convênios

  • Oral Brasil
  • CSS 3 logo
  • SESC
  • Clube de Férias
  • Idecon