Assembleia Geral Unificada: Entidades Unidas lotam plenário da ALES pela valorização do policial civil


 

Centenas de policiais civis, autoridades e representantes da sociedade civil se reuniram na Assembleia Geral realizada no plenário da ALES, durante reunião ordinária da Comissão de Segurança e Combate ao Crime Organizado. A reunião foi transformada em audiência pública dedicada a ouvir os policiais civis do Estado do Espírito Santo, em campanha pela valorização da categoria, e foi dirigida pelo deputado Gilsinho Lopes.

 

Lopes informou aos presentes na audiência que irá fazer tudo para que consiga uma audiência da categoria com o governo, provavelmente para a próxima semana. Ao se referir ao que foi anunciado pela imprensa de que os policiais estão satisfeitos com seus salários, notícia rebatida por diversos oradores, o deputado sugeriu que se nominassem aqueles que se encontram nessa situação. O deputado garantiu que o movimento dos policiais civis do Estado é ordeiro, respeitoso e pacífico.

 

Os dirigentes das diversas entidades representativas da categoria dos policiais civis fizeram uso da palavra na tribuna do Plenário. A campanha dos profissionais da segurança, além da reposição salarial dos dois anos anteriores, inclui a aplicação correta da lei orçamentária, reposição de efetivos, nomeações para repor saídas por aposentadoria ou outros motivos, fim de perseguições, fim de remoções arbitrárias, aplicação da legalidade máxima.

 

Valorização

 

De acordo com o movimento Entidades Unidas, os policiais querem também acabar com a ilegalidade institucionalizada na segurança pública. O movimento tem uma pauta em prol da sociedade, e não meramente corporativa, objetivando mais investigação, mais resolução de crimes e menos impunidade.

 

 

 

Convênios

  • Oral Brasil
  • CSS 3 logo
  • SESC
  • Clube de Férias
  • Idecon