Governador Paulo Hartung retira mais de R$10 milhões da PCES para pagar despesas do Estado


 

O dinheiro é do Fundo de Reequipamento da Polícia Civil (Funrepoci) e deveria ser investido na estrutura de trabalho oferecida para os policiais capixabas. O Sindipol/ES cobra explicações do Governador Paulo Hartung, já que a categoria há anos sofre com a falta de incentivo e valorização.

 

A Polícia Civil do Espírito Santo pode ficar sem dinheiro até para pagar o combustível das viaturas em 2017. O motivo foi um decreto assinado pelo governador do Estado Paulo Hartung, publicado no Diário oficial no início do mês.

 

O decreto autoriza a transferência dos recursos próprios da Polícia Civil para o custeio de outras despesas do orçamento estadual. São mais de 10 milhões de reais que serão retirados do Fundo de Reequipamento da Polícia Civil (Funrepoci). Esse dinheiro é proveniente de taxas para confecção da carteira de identidade, por exemplo, arrecadado nos últimos anos..

 

É com ele que a Polícia investe na reforma de delegacias, compra computadores, munição, armas, coletes balísticos, alguns já vencidos, e adquire, conserta e abastece de combustível as viaturas. Sem esse recurso, o orçamento da própria polícia ficou comprometido para o próximo ano.

 

Em 2017, com o repasse do Funrepoci para pagar outras despesas do Governo do Estado, a PC/ES só terá receita para terminar reformas de algumas delegacias que já estão em andamento. E o Sindipol/ES, durante as inspeções sindicais, provou que a situação das delegacias do Estado está precária. Tem delegacia caindo aos pedaços na Grande Vitória.

 

INVESTIMENTO NA POLÍCIA CIVIL SEGUE DIMINUINDO

 

Com a crise financeira e política que o Brasil vem enfrentando, o custo de vida aumentou na mesma proporção que os índices de desemprego, o que diretamente afeta a segurança pública com o aumento da criminalidade. Mas, na contramão desse contexto, os recursos do Governo do Estado repassados à PC/ES continuam diminuindo.

 

Em 2016, o Estado repassou seis milhões a menos para a PC/ES, e a previsão é de que o número seja o mesmo para o próximo ano. O orçamento é praticamente idêntico ao de 2009 e não atende a demanda atual da Polícia Civil capixaba.  

Convênios

  • Oral Brasil
  • CSS 3 logo
  • SESC
  • Clube de Férias
  • Idecon