Projeto piloto unifica cargos para tornar mais ágil a Polícia Judiciária

Por AEPES 02/07/2018

O projeto “Oficial de Polícia Judiciária”, ainda é piloto e unifica os cargos de inspetor e escrivão da Polícia Civil já está em funcionamento em Aracati, no litoral leste do Ceará. A duração prevista do piloto é de três meses e a iniciativa pretende unificar a atuação dos dois cargos para dinamizar e tornar mais ágil a atuação da Polícia Judiciária.

O “Oficial de Polícia Judiciária” foi criado por iniciativa do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará e recebeu a anuência do governo daquele Estado. Unificando as carreiras, a Delegacia Regional de Aracati passou a funcionar em todos os turnos com mais oficiais.

Atualmente em uma delegacia plantonista há um delegado, um escrivão e três inspetores e com a aplicação do projeto haverá um delegado e quatro oficiais de Polícia Judiciária.  Com a divisão dos cargos, o inspetor investiga as ocorrências, realiza os primeiros levantamentos e, com as informações, passa para o escrivão que as transcreve.  “Os escrivães não cumprem mandado de prisão e não comparecem aos locais de crime e, por outro lado, o inspetor não registra Boletim de Ocorrência e não dá sequência a interrogatórios”, informa a presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Ceará, Ana Paula Cavalcante.

Para Ana Paula a divisão de funções gera prejuízos ao trabalho da Polícia e compromete a investigação. Atualmente o Ceará possui 616 Escrivães de Polícia e 1.846 inspetores e com o projeto “Oficial de Polícia Judiciária” serão ao todo 2.462 servidores com atribuições para investigação cartorária e de rua, registro de ocorrências, apreensão de objetos, lavratura de termos, autos de Boletins de Ocorrências, trabalhos de inteligência, entre outros.

O presidente da Confederação Brasileira de Trabalhadores Policiais Civis (COBRAPOL), André Luiz Guitierrez esteve no Ceará acompanhando a implantação do projeto e afirmou que ele tem a mesma lógica da proposta de Lei Orgânica da Polícia Civil apresentada pela entidade ao governo como forma de combater as distorções no desempenho das atividades da instituição com a criação da Carreira Única.

Fortaleça a sua classe. Associe-se!

Produção: Assessoria de Imprensa da Aepes com informações  Portal G1.

Por: AEPES 02/07/2018