Estudo revela: Brasil é o 6º no ranking de armas de fogo em mãos de civis


O novo estudo realizado pela organização suíça Small Arms Survey revelou o Brasil na sexta posição no ranking de armas de fogo em mãos de civis. Há aproximadamente 1 bilhão de armas de fogo no mundo, e a grande maioria delas está em mãos civis - não militares. Segundo o estudo, um total de 85% das armas de fogo legais e ilegais do mundo está na mão de civis - excedendo em muito o número de armamentos em posse das Forças Armadas modernas e pelos órgãos de segurança pública.

A análise previu que 17,5 milhões de armas legais e ilegais estão nas mãos da população civil no Brasil, superando nações que vivem conflitos armados, sejam os urbanos (no México há 16,8 milhões de armas nas ruas), ou transnacionais (no Iêmen a estimativa aponta 14,9 milhões de armas).

O grupo, que fornece pesquisa e perícia sobre proliferação de armas e violência armada, examinou a propriedade de pistolas automáticas e revólveres, espingardas, carabinas, rifles de assalto e metralhadoras sub e leves, mantidas por entidades civis, militares e policiais. Estima-se que 857 milhões de armas de fogo, tanto legais como ilícitas, sejam mantidas por civis, incluindo indivíduos, empresas de segurança privada, grupos armados não-estatais e gangues.

Curiosamente, o número de armas nos arsenais militares é muito menos impressionante, mostra o documento. Os estoques pertencentes às Forças Armadas em 177 países continham pelo menos 133 milhões de armas de fogo. Rússia, China, Coreia do Norte, Ucrânia e os EUA combinados têm os maiores estoques de armas pequenas do mundo.

O Exército russo possuía o maior arsenal militar de armas de fogo (30,3 milhões), mas anunciou o descarte de mais de 10 milhões de armas em 2010, incluindo quatro milhões de fuzis de assalto Kalashnikov, destacou o Small Arms Survey.

Fortaleça a sua classe. Associe-se!

Produção: Assessoria de Imprensa da Aepes com informações  One Vox Press.

Convênios

  • Oral Brasil
  • CSS 3 logo
  • SESC
  • Clube de Férias
  • Idecon