Candidato a deputado estadual conhece o trabalho da Aepes e se compromete com a categoria em reunião

Por AEPES 30/08/2018

O candidato a deputado estadual Marco Vivacqua (14.141), da coligação PTB/PMB esteve na sede administrativa da Aepes nesta terça-feira (28), para conhecer a entidade e apresentar suas propostas de trabalho. Disputando uma cadeira na Assembleia Legislativa pela primeira vez o candidato se comprometeu com a categoria de Escrivães de Polícia durante a reunião e assinou um documento firmando este compromisso.

Esta foi a primeira reunião de muitas que acontecerão com candidatos a cargos políticos no pleito eleitoral de 2018. O presidente da Aepes, Thomaz Edson Rigo Altoé e o vice-presidente da entidade, Clovis Guioto revelaram para o candidato e o irmão dele Pedro Vivacqua uma entidade que tem uma história de construção, de apresentação de projetos e que defende ideias.

“Somos um grupo extremamente pró-ativo com os Escrivães e essa proximidade com a categoria nos traz uma demanda muito grande que também se reflete politicamente. Nós temos um canal de diálogo na Ales e este é o momento de conversarmos com os candidatos e conhecermos suas propostas voltadas para os Policiais Civis”, explica Thomaz.

A segurança pública é uma questão que aflige a toda sociedade capixaba e para o candidato Marco Vivacqua, para que se tenha uma boa segurança pública é necessário que se tenha profissionais competentes e bem remunerados.

“Os Policiais Civis precisam ter uma condição de trabalho que realmente lhe dê todo o aparato para que eles prestem um bom serviço para a sociedade e essa condição passa por uma remuneração justa e adequada, aumento salarial sem discriminação dentro da corporação. O Escrivão de Polícia é o que ‘carrega realmente a pedra’, nós que andamos pelo interior vemos um número reduzido de Policiais Civis, classe fundamental para que a segurança pública efetivamente aconteça”, disse o candidato que garantiu que as portas do seu futuro gabinete estarão abertas para Aepes. 

Após a reunião Marco Vivacqua assinou um documento produzido pela Associação dos Escrivães da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo se comprometendo a manter o canal do diálogo aberto com a entidade caso seja eleito. 

“Eu assino este documento sem fingimento ou qualquer preocupação ou dúvida. Peço um voto de confiança aos Escrivães de Polícia porque garanto que certamente não se arrependerão se eu for eleito”.

Sobre o candidato

Marco Vivacqua é de família de Castelo e de Cachoeiro de Itapemirim, onde foi criado. É o quinto filho de Maria e João Neves Novaes. Casado há 32 anos com Adriana e pai de Thais, Isabella e Leticia e avô de Marco Antônio. 
Ele é economista e administrador formado pela UFES, onde também fez pós-graduação em Administração Estratégica. É Bacharel em direito pela FDCI e cumpriu todos os créditos no mestrado pela Fucape.

Mora em Marataízes há 27 anos e também é produtor rural, proprietário da pousada Marambaia , oficial de justiça e um dos idealizadores do Porto Central. Iniciou sua vida pública em Presidente Kennedy, onde foi vereador por dois mandatos, secretário de planejamento, de obras e de administração em algumas gestões. 

Foi dele a iniciativa de fazer os estudos de batimetria no litoral kenedense que despertaram a atenção da comunidade internacional na área petrolífera. Também foi secretário de Assistência Social em Marataízes. Marco Vivacqua é um empreendedor nato e sempre teve sua vida ligada ao desenvolvimento da região sul. 

Fortaleça a sua classe. Associe-se!
Produção: Assessoria de Imprensa da Aepes.

Por: AEPES 30/08/2018