Novo delegado-geral da Polícia Civil toma posse em solenidade

Por AEPES 11/01/2019

O novo delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Santos Arruda tomou posse durante solenidade ocorrida no auditório da instituição nesta quinta-feira (10) e contou com a participação do governador do Estado, Renato Casagrande; da vice-governadora, Jacqueline Moraes, e do secretário de Estado da Segurança Pública, Roberto Sá.

Também participaram também do evento, os comandantes-gerais da Polícia Militar, coronel Moacir Barreto; e do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre Cerqueira; o delegado de polícia e deputado estadual eleito Lorenzo Pazolini; o senador eleito, Marcos do Val; além de familiares do novo delegado-geral; delegados, Policiais Civis e outras autoridades.

O novo delegado-geral destacou o peso da responsabilidade de conduzir a Polícia Civil: “Minha função é trabalhar em prol do bem estar de todos os policiais civis do Espírito Santo. Vamos atuar dia e noite para que consigamos navegar em águas tranquilas no nosso estado”, ressaltou.

Gestão de valorização dos Policiais Civis

Entre os objetivos da nova gestão, Arruda destacou a valorização dos policiais, o investimento em tecnologia e o trabalho conjunto com as outras instituições de segurança pública. “Temos um dos maiores programas de governo do país: o Estado Presente, que transcende e já se constitui como um programa de Estado. Vamos buscar produzir inovações tecnológicas aliadas à produção de conhecimento e de capacitação, no firme propósito de anteciparmos a eclosão do crime. Intensificar as ações conjuntas com a Polícia Militar buscando a paz social. E, acima de tudo, buscar a motivação dos nossos policiais civis, pra que eles possam servir e proteger a sociedade”, destacou.

O novo delegado-geral ainda destacou os resultados apresentados pela Polícia Civil. “Governador, o senhor tem a melhor Polícia Civil do país à sua disposição. Temos os melhores índices de resolutividade de crime de homicídio do Brasil, em torno de 70%, enquanto que os demais estados apresentam taxas de 8 % a 14 % de resolutividade. Esse resultado é fruto de um trabalho sério dos nossos delegados, dos nossos policiais civis e do nosso corpo de perícia”, finalizou.

 

Governador defente integração dos órgãos de segurança

O governador do Estado também falou sobre a importância da retomada do programa Estado Presente. “Deixamos o Governo em 2014 com 3300 policiais civis e estamos assumindo com, aproximadamente, 1100 a menos. Temos que dar conta. Quando iniciamos o Estado Presente na primeira gestão, o índice de inquéritos concluídos era muito baixo e elevamos esse índice. O Estado Presente sendo resgatado, vamos trazer esse debate da segurança pública para dentro do gabinete do Governador”, assegurou.

Casagrande defendeu a integração dos órgãos de segurança pública e das pastas que atuam na área social. “Vamos buscar a integração da Polícia Civil, da Polícia Militar, dos Bombeiros, da inteligência, envolvendo as secretarias de Direitos Humanos e Assistência Social e ocupar as áreas mais vulneráveis de nosso Estado. O delegado-geral Arruda vai liderar um trabalho importante, que é da Polícia Judiciária. É aqui, na redução da impunidade, que reduz a criminalidade. A maior razão para que a gente tenha crime alto no Brasil é a impunidade e a Polícia Civil é responsável direta nessa redução”, destacou.

Aepes destaca perfil agregador de Darcy Arruda

O presidente da Associação dos Escrivães de Polícia, Thomaz Edson Rigo Altoé e o vice-presidente da entidade, Clovis José Ferreira Guioto parabenizam o governador Renato Casagrande pela escolha do delegado José Darcy Arruda para assumir o cargo de delegado-geral da Polícia Civil. A entidade também destaca que vitórias só vêm para pessoas que lutam, pois aquelas que ficam passivas, não tem nada além de uma vida mediana e sem grandes realizações.

"José Darcy Arruda é um delegado que, além de ter um perfil agregador, é inteligente, competente e estudioso. Acreditamos que ele terá muito a contribuir para o crescimento da instituição e a defesa da missão da Polícia Civil para o bom desempenho das atividades para uma boa prestação de serviços para a comunidade.  O delegado José Darcy Arruda é também um lutador nato, venceu todos os obstáculos e, enfim conquistou o tão merecido e esperado reconhecimento. Esse cargo é para poucos, e parece que foi feito especialmente para ele, visando toda sua capacidade e inteligência. A Aepes deseja que o delegado-geral possa ser feliz nessa nova fase de sua vida", afirma Thomaz Edson.

Já o vice-presidente da entidade, Clovis Guioto destaca que a Aepes estará a disposição do delegado-geral. "Ninguém mais do que nós sabe o quanto o delegado José Darcy Arruda é merecedor desse sucesso e o quanto sua capacidade e bondade ainda o levará mais longe. Nos colocamos à disposição do Dr. Arruda e do seu staff para contribuir nesse novo momento da Polícia Civil". 

Gestão estratégica

O secretário da Segurança Pública enfatizou a importância do trabalho integrado entre as Polícias de forma estratégica.  “O governador conseguiu reunir no Espírito Santo, dois vizinhos de muro que sequer sabiam da existência um do outro, há cerca de 50 anos. O destino nos prega essas peças e é com muita satisfação que reencontro o delegado Arruda, depois de décadas e fico muito feliz de ouvir na fala dele princípios base dos melhores conceitos de trabalho com Segurança Pública. É um tema falado por todos os brasileiros, quase tanto como futebol. Mas vamos ter a responsabilidade de aprender, tentar acertar e estamos nos reunindo, traçando diretrizes e trazendo metas”, afirmou Roberto Sá.

Fortaleça a sua classe, Associe-se!

Produção: Assessoria de Imprensa da Aepes com informações do Governo do Estado. 

 

 

 

Por: AEPES 11/01/2019