A privatização dos presídios no ES está na pauta de Renato Casagrande

Por AEPES 18/01/2019

Está na pauta do governador Renato Casagrande a possibilidade de passar para a iniciativa privada, por meio de parceria público-privada (PPP), a gestão de presídios capixabas. Vale destacar que no Estado há 35 presídios mantidos pelo poder público.

A privatização está em estudo e o secretário de Planejamento, Álvaro Duboc, já participou de um encontro com o BNDES e o Bird em que foram apresentadas propostas. De acordo com o governador Renato Casagrande, a ideia o agrada e o governo começou a avaliar o custo de privatizar os presídios.

Apesar da avaliação, o governador afirma que ainda não se sabe qual será o formato da privatização e também que não tem uma decisão tomada, mas o secretário Álvaro Duboc está ajudando na avaliação para saber se o custo-benefício será bom para o Espírito Santo.

Duboc disse que na reunião com os bancos e com representantes de outros estados foram apresentados três modelos de parceria público-privada. Uma para construção, outra para construção e gestão e uma terceira para a gestão total com ressocialização. Para o secretário de Planejamento, o terceiro modelo é o mais comum nos Estados Unidos e na Inglaterra, mas no Brasil há apenas dois casos. A privatização, segundo Duboc, será discutida com mais profundidade. 

Fortaleça a sua classe, Associe-se!

Produção: Assessoria de Imprensa com informações Governo do ES. 

Por: AEPES 18/01/2019