UPB faz ato na Câmara e líder do Governo marca reunião para ouvir policiais

Por AEPES 11/04/2019

A União dos Policiais do Brasil (UPB) fez na tarde desta quarta-feira um ato, na Câmara dos Deputados, em prol de uma alteração do texto da reforma da Previdência, que é prejudicial à categoria. Com palavras de ordem e críticas ao governo, os policiais chegaram a ser contidos de seguir em direção ao corredor que dá acesso ao Plenário da Câmara. 

Após uma tensão, a líder do governo no Congresso Nacional, Joice Hasselmann (PSL-SP), abriu as portas de seu gabinete para um diálogo com a UPB. “Se vocês têm uma proposta por escrito, eu me comprometo conversar com a equipe econômica. Nós podemos conversar com vocês. O melhor é o diálogo e não o ataque. Se acalmem que tudo para essa vida tem jeito, só não para a morte”, disse a deputada. 

Nesta quinta-feira, a UPB deve finalizar as propostas de emendas parlamentares. No fim do dia, os representantes da categoria se reunirão com a parlamentar para a entrega do documento para Joice Hasselmann. 

Pela manhã, os policiais percorreram todos os corredores da Câmara dos Deputados para busca apoio com parlamentares e líderes dos partidos. Os membros da UPB apresentaram argumentos contra o atual texto da reforma da Previdência, além da entrega de materiais. 

O presidente da FenaPRF, Deolindo Carniel, destacou a necessária a mobilização da base para que forçar o governo a mudar o texto. “Tratamentos similares precisam ser adotados para os operadores de segurança pública. Com a instalação da comissão especial estaremos sempre presentes e contamos com o apoio da base para que, juntos, mudemos o texto do Governo”. 

Fortaleça a sua classe. Associe-se!

Siga-nos no Facebook (facebook.com/aepes.pces) Siga-nos no Instagram (aepes1)

Produção: UPB

Por: AEPES 11/04/2019