PLP149: Policiais Civis não terão redução salarial

Por AEPES 15/04/2020

A ação dos presidentes das associações que representam os Policiais Civis junto aos parlamentares federais dos seus Estados rendeu frutos: A PLP 149/10 foi alterada e os servidores públicos foram retirados do texto. Isso representa a garantia, por ora, da não redução salarial e retirada de benefícios.

O presidente da Aepes, Thomaz Edson Rigo Altoé, ressalta que, a ação unificada das associações e sindicatos deve continuar para a manutenção de direitos e a garantia de que as conquistas diante da mudança da PLP continuem apesar da tentativa incansável do Ministro da Economia, Paulo Guedes de acabar com o funcionalismo público.

“Quero agradecer a atuação de todos os representantes e um agradecimento especial aos deputados que se sensibilizaram com a nossa causa e tiveram as emendas aprovadas. Mas devemos continuar atentos ao nosso cenário”, diz.

As emendas aprovadas que modificaram a PLP 149/19 são dos deputados federais Leo Motta (PSL-MG),  Marcos Bertaiolli (PSD-SP), Hugo Leal (PSD-RJ) e Leo Moraes (Podemos –RO).

Mas Altoé acredita que o assunto pode voltar para a pauta quando a pandemia da Covid-19 passar porque parece ser uma das metas do Ministério da Economia: atribuir aos servidores públicos à culpa de todas as crises.

“Nós, Policiais Civis, servidores públicos estamos trabalhando para os cidadãos diuturnamente e não podemos levar uma culpa que não é do servidor e sim de sucessões de más gestões federais”.

 

Fortaleça a sua classe. Associe-se!

Siga-nos no Facebook (facebook.com/aepes.pces) Siga-nos no Instagram (aepes1)

Produção: Assessoria de Imprensa da Aepes  (Comunicação Integrada)

Por: AEPES 15/04/2020