Violação da liberdade sindical: Diretoria da Aepes repudia demissão de dirigente sindical no Pernambuco

Por AEPES 07/01/2021

A Aepes informa a todos os seus associados um caso grave: a demissão do dirigente sindical áureo Cisneros Luna Filho, que de forma legítima, foi presidente do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (SINPOL-PE) no período de novembro de 2014 a novembro de 2020.

De acordo com informações da COBRAPOL, a demissão aconteceu após processo administrativo que estava a cargo da Corregedoria de Polícia daquele Estado. Mas vale ressaltar que a competência da corregedoria é julgar desvios funcionais de profissionais, o que não foi o caso do policial Áureo que estava liberado com amparo legal para exercer a atividade sindical. 

O processo contra Áureo Cisneros Luna Filho foi aberto em dezembro de 2018 e a demissão foi consumada nesta terça-feira (05), justamente um ano após terminar o seu mandato sindical.

“O ato caracteriza total falta de respeito com toda a categoria e principalmente aos policiais que lutam pela categoria assim como aos direitos sindicais. Não podemos nos calar e muito menos nos intimidar. Por isso, reuniremos os representantes de todo Brasil  no espaço da COBRAPOL para prestarmos apoio e solidariedade ao policial e tentarmos reverter essa injustiça cometida”, destaca o presidente da Aepes, Thomaz Edson Rigo Altoé.

O presidente da Aepes e toda a entidade ressaltam  que o trabalho realizado por policiais que ingressam em um sindicato ou associação para defender os interessem de toda a categoria é árduo, uma verdadeira luta de Davi contra Golias. O pequeno enfrentando gigantes (Estado e Sistema) para garantir direitos e mantê-los numa luta desigual e injusta.

“A inaceitável demissão penaliza o conjunto dos trabalhadores e tenta enfraquecer as entidades sindicais com o claro objetivo de desamparar os Policiais Civis na relação capital e trabalho. É importante ter respeito e equilíbrio nas relações entre representantes e Estados”, diz Thomaz.

 

Fortaleça a sua classe. Associe-se!

Siga-nos no Facebook (facebook.com/aepes.pces) Siga-nos no Instagram (aepes1)

Produção: Assessoria de Imprensa da Aepes  (Comunicação Integrada)

Por: AEPES 07/01/2021